15 razões para você não se tornar um organizador de eventos especializado em casamentos

15 razões para você não se tornar um organizador de eventos especializado em casamentos

Não há dúvida nenhuma de que ser um organizador de eventos no mercado de casamentos pode ser muito divertido e extremamente gratificante. Presenciar meses de trabalho duro resultarem em um “grande dia” perfeito é uma das experiências mais gratificantes que um profissional dessa área pode vivenciar em sua carreira. Porém, nem tudo são flores e talvez existam razões pelas quais você não queira abraçar essa profissão.

Abaixo, eu estou colocando 15 itens que você deve considerar seriamente antes de pensar em se tornar um organizador de eventos nessa área:

1) Sem paixão

Se você não for totalmente apaixonado pelo tema casamento é melhor nem tentar. Para ser bem sucedido e prosperar nessa profissão, você tem que, realmente, amar o que faz. Muitos profissionais fazem sacrifícios incríveis para serem bem sucedidos nessa profissão. E isso só acontece porque existe paixão pelo que fazem (e integridade, claro!).

2) Ego

Confiança em si mesmo é um fator decisivo para o seu sucesso no planejamento de um evento. Um ego grande não. Ser “cheio de si” pode indicar que seu relacionamento com as pessoas é complicado.

3) Trabalho físico e mental desgastante

O trabalho no dia do casamento é muito puxado. Passar muitas horas em pé (produção e realização) atenta a todos os detalhes o tempo inteiro (você não pode deixar nada sem solução) é extremamente desgastante. E mesmo que você tenha um preparo físico invejável, vai por mim, você vai terminar o evento totalmente exausta.

4) Trabalhar nos finais de semana e depois do horário comercial

Eventos no final de semana e reuniões depois do horário com clientes definitivamente, roubam o tempo que você teria com a sua família e os seus amigos. E trabalhar neste ramo, significa que o seu horário não bate com o chamado “horário comercial (9h às 17h)” pois a maioria dos seus clientes só podem se reunir com você e os fornecedores depois do horário comercial ou nos finais de semana. Essa é a realidade de 95% dos noivos.

5) Muita paciência

Se você não tem paciência, determinação e um “casco” bem forte, ser cerimonialista provavelmente não vai ser a melhor escolha para você. Sem esses predicados, ficará mais difícil se firmar no mercado, ganhar bem e se tornar referência no ramo.

6) Se você não é uma pessoa que gosta de gente

O profissional dessa área trabalha com tipos diferentes de clientes e fornecedores. A indústria do casamento é muito social e o organizador de eventos é provavelmente o fornecedor que mais tem essa conotação. Se você é introvertido, tímido, ou não gosta de estar perto de pessoas, essa pode ser uma  escolha difícil como carreira. Isso não quer dizer que você não pode superar esses traços de personalidade, mas é algo a considerar.

7) Conexão emocional

Vários profissionais acabam se envolvendo muito com seus clientes de tal forma que acabam se dedicando demais, porque se importam muito (e isso é uma coisa boa!). Por outro lado, é difícil não encarar de forma pessoal se algo der errado ou se seus clientes não estiverem 100% satisfeitos com seus serviços ou ideias. Se você é do tipo que se magoa fácil, talvez essa profissão não seja para você.

8) Negociação e mediação

O processo de planejamento do casamento é cheio de negociações e mediações. Você negociará preços, serviços e contratos com fornecedores, muitas vezes terá que intermediar escolhas entre a noiva e sua mãe e entre os noivos. Se você odeia mediação e negociação, isso pode ser um grande empecilho para você.

9) Multitarefas e organização

Além de um milhão de coisas em sua mente e diversas tarefas a serem executadas na fase pré-evento, você tem que pensar e agir rapidamente. Durante o processo de planejamento de um casamento, você pode estar trabalhando com 10 a 20 casais diferentes de uma só vez. Se você não estiver extremamente organizado, isso vai se refletir no seu trabalho e na sua reputação. Se você está trabalhando com 10 casais para planejar seu casamento e cada casal tiver pelo menos 10 fornecedores, você pode estar interagindo com até 100 pessoas em uma única semana! Ou seja, é hard work o tempo inteiro!

10) Clientes difíceis

Por mais que você tente eliminar os clientes que não são seus clientes ideais, sempre tem aquele que escapa. Ter clientes difíceis pode te consumir mentalmente. Produzir um casamento já é um trabalho estressante e quando você soma isso com clientes difíceis pode vir aquela pergunta: “por que eu escolhi essa carreira?”

11) Não ser capaz de lidar com o stress

Organizador de eventos é uma das profissões mais estressantes. Nós vivemos para resolver problemas, manter tudo na hora, gerenciar mais de 30 fornecedores sem nos alterar, isso sem mencionar todo o resto de atribuições que envolvem essa profissão. Muitos de nós escolhemos essa carreira porque gostamos da adrenalina, do desafio e da loucura que é o dia de um casamento. Se você consegue lidar com o estresse e manter a calma, isso pode ser uma boa carreira para você.

12) Não é o seu casamento

Trabalhando com clientes significa fazer seus sonhos se tornarem realidade. Este pode ser um desafio para alguns profissionais que querem recriar seu próprio casamento ou impor a sua visão sobre o tema. Você tem que aceitar que uma hora você vai acabar planejando um casamento que não se encaixa no seu estilo ou gosto e você tem que saber encarar isso. É a vontade do cliente que deve prevalecer.

13) Ressaca pós casamento

É assim que você se sente no dia seguinte ao casamento. Parece que você participou de uma corrida e bebeu a noite toda. Na verdade, você está desidratada, dolorida e exausta.

14) Muito estudo

Todo bom profissional dessa área tem que gostar de estudar e pesquisar. Estar em constante aprimoramento é um predicado indispensável.

15) Ter um negócio próprio não faz sentido para você

Muitos organizadores de eventos possuem seu próprio negócio. Se você não é do tipo empreendedor e não têm qualquer desejo de aprender sobre marketing, branding, contabilidade, networking ou finanças, uma carreira como empresário talvez não seja a melhor escolha para você. Mas você ainda pode trabalhar no mercado de casamento porém, vai ser mais adequado para você trabalhar em um hotel ou uma casa de festas onde você pode se concentrar exclusivamente nos clientes, em vez de administrar um negócio, além de poder planejar e realizar os casamentos.

 

Agora me conta: essa matéria foi útil para você ? Deixa um comentário aqui embaixo que vou adorar responder! Se preferir, mande e-mail para: elisa@casamentocarioca.com.br

Ah! E se achar que esse artigo pode ser útil para mais pessoas: compartilhe!

Um beijo e até a próxima!

 

Imagem: Glenda Rubinstein Fotografia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *